cinto seguranca2

Certo:

O cinto deve estar justo abaixo da cintura. NUNCA DEVE PASSAR PELO ESTÔMAGO.Se o cinto estiver a passar no estômago, pode causar graves lesões internas num acidente!

Certo: O cinto de segurança deve passar bem justo (sem folgas) pela clavícula (o osso fino da frente do ombro) e pelo esterno (o osso do peito).

Errado:

O cinto de segurança NUNCA deve passar pelo pescoço, debaixo do braço ou ser colocado atrás das costas.

Os cintos dos veículos estão preparados para adultos (falamos de tamanho), por isso, bebés e crianças abaixo de um certo peso ou altura devem usar aquilo a que se chama "sistemas de retenção" próprios.

Se o cinto não passa pelos locais indicados, devido ao tamanho da pessoa (criança), deve usar-se uma cadeira ou um assento elevatório - assim passa a ficar bem posto e oferecer toda a segurança!

Para acabar

Todas as crianças com menos de 12 anos DEVEM circular em assentos apropriados à idade, sempre no banco de trás.
Recém-nascidos devem ir SEMPRE em cadeirinhas próprias, voltadas para trás no banco de trás.
Todos os passageiros DEVEM usar o cinto de segurança, quer circulem à frente ou atrás.

Fonte: www.prp.pt

Depois de leres este texto ficarás a perceber como funciona o cinto de segurança e porque razão precisas de o colocar sempre, mesmo se o veículo circular a uma velocidade baixa ou se deslocar por apenas uma pequena distância.

 cinto-de-segurancaCinto de segurança


Quando um condutor tem um acidente, o seu corpo e o dos passageiros continuam a seguir à mesma velocidade que o carro no momento do impacto.

Quando o veículo pára, os passageiros sem cinto batem no volante, no tablier, saem pelo vidro e seguem o movimento que o carro tinha com a mesma velocidade...

 

Os cintos são a melhor proteção em caso de acidente!

 

Foram criados para que as forças sejam absorvidas pelas zonas mais fortes do nosso corpo: ancas, ombros e peito.

O cinto mantém o corpo no seu lugar, e protege a cabeça e a cara de baterem no pára-brisas ou nos bancos da frente.

Também evitam que o seu utilizador seja projetado para fora do carro!

 

4 razões para usares SEMPRE o cinto de segurança:

  1. Num acidente, o cinto de segurança pode salvar-te a vida.
  2. O cinto de segurança reduz os riscos de ferimentos graves.
  3. Muitas pessoas que acabam por morrer em acidentes poderiam ter sobrevivido se tivessem usado os cintos de segurança.
  4. É fácil de usar! Demora 5 segundos e pode salvar-te a vida!

 

Como é que o cinto funciona?

 

Um décimo de segundo após o impacto, o carro imobiliza-se e os ocupantes sem cinto são projetados para fora do carro.
Durante o acidente, o cinto de segurança distribui as forças da desaceleração rápida pelo peito, ombros e ancas, e também "dá de si" para ajudar a este processo.
As pessoas que usam cinto não são projetadas contra as outras e/ou contra o interior do veículo ou para fora dele.

Mais! Permitindo ao condutor ficar no seu lugar, possibilita que tente manter o controlo do veículo, evitando um segundo embate.

Claro que tudo isto "corre bem melhor" se os limites de velocidade forem respeitados...
colisao velocidade

 

Cintos de segurança e airbags

Apesar de o carro poder ter airbag, o cinto de segurança deve sempre ser colocado. Os airbags podem magoar se se estiver a menos de 25 cm do local onde se encontra guardado.

Crianças pequenas, em cadeiras próprias à sua idade, devem ir no banco de trás.

Os airbags frontais só funcionam em colisões frontais. Se houver um acidente em que se bata de lado ou o carro capote, SÓ o cinto de segurança é eficaz!

Peão é o nome que se dá à pessoa quando anda a pé na via pública. A via pública é composta pela faixa de rodagem, por onde circulam os veículos e pelo passeio ou berma, onde circulam os peões.

Sabias que, quando não se está atento, quem corre mais perigo na estrada são os peões? Por isso, é melhor aprenderes algumas regras fundamentais para andar a pé em segurança. Lê as regras com atenção e repara como são bem simples de seguir!

1 – CIRCULAR COM SEGURANÇA

Circula sempre nos passeios e coloca-te do lado direito. Deste modo, quem circula do lado de fora do passeio está virado de frente para os veículos.
Caso não haja passeio, circula do lado esquerdo, de frente para os veículos e o mais longe possível da faixa de rodagem.
Quando circulares em grupo, em passeios estreitos, bermas ou em estradas sem berma ou passeio, caminha em fila indiana.

Assim, caminham todos de forma mais protegida.

2 – ATRAVESSAR A ESTRADA

passadeiraONDE?

Atravessa sempre a rua num local seguro: na passadeira; na passagem para peões junto a semáforos, em passagens protegidas superiores ou inferiores à via.
Quando não houver estes locais, escolhe um local onde possas ver ao longe os veículos e onde sejas bem visível para os condutores, de modo a veres e a seres visto.
Evita locais junto a veículos estacionados, caixotes do lixo, arbustos ou outro tipo de obstáculos, que te possam esconder, assim como junto a curvas e em cruzamentos e entroncamentos sem passagens protegidas.

COMO?

Depois de escolheres o local mais seguro para atravessar, pára antes do lancil ou borda do passeio, ouve e vê bem o trânsito que circula. Verifica se os veículos estão a circular a alta ou baixa velocidade e se estão perto ou longe do local onde vais atravessar.

Se estiveres para atravessar numa passadeira, coloca-te do lado direito para não te encontrares com os peões, que atravessam no outro sentido.

Olha à esquerda, à direita e novamente à esquerda para observares quais os sentidos do trânsito e saberes de onde podem surgir os veículos.

Deixa passar todos os veículos e prepara-te para atravessar, quando todos os veículos tiverem passado ou parado.

Procura os olhos do condutor e faz-lhe sinal para que ele perceba que pretendes atravessar e espera que ele te ceda passagem. Mesmo assim, confirma se, do outro lado da estrada, não se aproxima nenhum condutor que ainda não te viu.

Não corras, pois podes tropeçar e cair; atravessa a direito e nunca na diagonal, pois assim permaneces menos tempo na faixa de rodagem.

Enquanto atravessas, continua a olhar à esquerda até ao meio da via e à direita, desde o meio da via até ao outro lado. Continua a olhar e ver se vem algum condutor com intenção de ultrapassar na passadeira, sem te ver.

3 – SER VISTO

DURANTE O DIA

Usa sempre roupa de cores claras ou fluorescentes, durante o dia, como o branco ou o amarelo.

coleteDURANTE O DIA E A NOITE

Usa material retrorrefletor durante a noite, pois és mais visível sob as luzes dos veículos.

O material retrorrefletor e fluorescente pode ser comprado nas lojas de acessórios de automóveis ou bicicletas.

Quando comprares os teus ténis, a mochila e o anorak procura os que têm tiras retrorrefletores visíveis. Usa tiras adesivas retrorrefletores na roupa.

Se não usares nada que seja refletor, usa qualquer peça branca para estares visível, como mochila, guarda-chuva, etc.

Para atravessar, escolhe um local bem iluminado para que estejas visível para os condutores.

Fonte www.prp.pt

Andar de bicicleta pode ser muito divertido, mas quando se anda na estrada, ou mesmo nos parques, é preciso ter atenção a algumas regras de segurança muito importantes.

 bicicleta

Quando vamos de bicicleta:

  • Devemos usar sempre capacete para proteger a cabeça.
  • Devemos circular o mais possível junto à direita, para que os outros veículos nos possam ultrapassar.
  • Devemos parar nos sinais vermelhos, colocando-nos atrás dos automóveis e de preferência do lado direito, para sermos vistos através dos retrovisores.
  • Não devemos circular muito perto dos veículos estacionados porque pode abrir-se uma porta a qualquer momento.
  • Não devemos circular ao lado de outro ciclista, porque os veículos terão mais dificuldade em ultrapassar-nos com segurança. Quando há mais do que uma bicicleta deve-se circular em fila indiana.
  • À noite, devemos equipar-nos com bandas de tecido retro-refletor e acender as luzes da bicicleta.
  • Não há necessidade de te magoares, por isso, evita comportamentos perigosos como fazer acrobacias, transportar passageiros, fazer corridas, etc.
  • Atenção às folhas das árvores caídas no chão e às poças de água: tornam o chão muito escorregadio.
  • Para mudar de direção, basta estender o braço na direção desejada.

Se quiseres andar de bicicleta em segurança faz ainda o seguinte:

De tempos a tempos verifica o estado da tua bicicleta (principalmente quando não a usas há muito tempo).
Depois de teres verificado o estado da tua bicicleta e identificado quais os problemas, precisas de fazer a sua reparação.

 

Para saberes mais sobre a manutenção da tua bicicleta clica aqui.